sexta-feira, 11 de março de 2011

" O INCERTO "



O fim é belo e incerto, depende de como você vê
Uma mulher que atrás de sua beleza se esconde
Com um olhar de um brilho contagiante
Que sem pensar você se entrega loucamente.

Seus lábios carnudos de desejo
Traziam um sabor de mel no seu beijo
O meu coração disparava de medo
Em pensar neste amor incerto.

Agora percebo que tudo é ilusão
É uma mulher sem coração
Que vende seu corpo
Achando tudo uma perfeição.

RSantos

29a. Edição Poemas
Projeto Bloínquês

Imagens da NET
repostagem com adaptação nov/2010

Um comentário:

  1. Rene, tua inspiração é grande e linda sempre!um beijo,lindo fds!Obrigado pelas informações e carinho...chica

    ResponderExcluir