sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

"Preciso me achar "


Preciso fugir desse sentimento que me tortura
Não consigo entender esse amor que me traiu
Esse amor que me domina e que tanto me feriu
O céu nublado sente comigo essa grande tristeza.

Amanheço a cada dia mais transtornado
O meu corpo estremece e saio sem rumo
Procuro uma saída para esse amor perdido
Só me restando chorar triste e solitário.


Saio pelos campos berrando o seu nome
Que mal eu fiz para ter sido tão castigado assim
Mostro meus galhos de chifrudo sem medo
Eu não me importo sobre o que pensam de mim.


Cheguei num ponto que não me reconheço
Faço coisas que até a mim me assusta
Perdi o controle e minha vida é um lamento
Cometo atos que estão me levando a loucura.

Preciso me achar
Encontrar o caminho de volta
Sair desse vazio
Sentir que estou vivo
Poder novamente amar.

RSantos
6a. Edição Visual
23a. Edição Poemas 
Tema: Loucura
53a. Edição Musical
Eu não me importo sobre o que pensam de mim

Imagem projeto Creativité

Um comentário:

  1. Que poema forte, doido, magoado, desesperado, mas ao mesmo tempo um poema de crescimento e de esperança, de busca...
    Adorei!
    Amar e não ser amado...
    Posso postar em meu blog com os devidos creditos??

    ResponderExcluir