sábado, 8 de maio de 2010

"O livro da minha vida"

Estava um dia lindo e fui até a varanda do meu apartamento respirar um ar puro e admirar a paisagem.
Em frente havia uma pracinha com um lindo  jardim, cheio de flores que pareciam sorrir para mim e, para completar essa beleza, chegava aos nossos ouvidos o canto dos pássaros.
Quem poderia resistir a este encanto, onde as mães levavam seus filhos para brincar. Fiquei ali alguns momentos vendo suas brincadeiras, suas travessuras e de repente, avistei um carrinho de criança vazio, e ao lado em uma das mesinhas que havia na pracinha, uma jovem mãe com seu bebê no colo e concentrada em seus estudos.
Essa imagem foi como se estivesse abrindo o livro da minha vida, me transportando aos meus dezoito anos, quando já era mãe, e tive que lutar para concluir meus estudos e ao mesmo tempo cuidar dos filhos e  dos afazeres do lar.
Quantas manhãs como estas aproveitava para estudar . Era só ter um momento vago e lá estava de cara no livro  e foi assim que terminei o normal e me formei em professora.
Lecionava no mesmo colégio que meus filhos estudavam e com isso ajudava no orçamento da casa. Consegui  mais tarde passar num concurso público e passei também a ser professora do Estado.  
Graças a isso pude oferecer uma boa educaçao a eles que hoje estão todos bem colocados na vida,  casados e me enchem de alegrias com os meus  lindos netos.   
Volto a realidade e vejo que a mamãe e seu bebê já foram embora e como me sinto realizada em ver que o amor de mãe não muda , continua o mesmo,  não importando em que época o  estejamos vivendo.
Rene Santos

9a. EDIÇÃO - Palavras Mil

(Imagem retirada do flickr)

Nenhum comentário:

Postar um comentário